Mangás a venda!

Bem, eu estou me mudando e quero me livrar de uns mangás… Então, aí tá a lista e as instruções. Caso haja o interesse em algum título, favor enviar email para barbaramorais21@gmail.com

 

A menos que indicado, aqui é o preço sem o frete.

 

PREÇO DE CAPA 9,80-10,90 REAIS

Preço do Tanko individual:

Se o preço de capa é 9,80: R$ 7,35

Se o preço de capa é 9,90: R$ 7,40
Se o preço de capa é 10 reais: R$ 7,50
Se o preço de capa é 10,90: R$ 8,20

 

9,80:

Fruits Basket Completo (1 ao 23) – 157,60 com frete incluso. (6,85 por volume)
Fruits Basket Volume 9

 

9,90:

As Estrelas Cantam (Volume 1) [Brinde caso compre FURUBA Completo]

Blood + (1 ao 3) – 22 (7,34 por volume)

Trinity Blood 1

Full Moon wo Sagashite (Volume 1) –  8,20

Kare First Love (1 ao 4) – 29,40 (7,35 por volume)

Bleach (1 ao 11) – 76,23 (6,93 por volume)

Vampire Knight (1 ao 7) – 48,50 (6,93 por volume)

Destino Cativo (1 e 2) – 13,86 (6.93 por volume)

Karekano 1

 

10,00:

Tarot Café (1 ao 4) – 25  (6,25 por volume)

 

10,90:

Death Note (1 ao 3) – 24 (8,00 por volume)

 

 

Preço de Capa entre 2,90 – 5,90 (Meio Tanko)

 

Preço do Meio-Tanko individual:

Se o preço de capa for 2,90: O preço se mantém.
Se o preço de capa for 3,90: R$ 2,90

Se o preço de capa for 4,90: R$ 3,60
Se o preço de capa for 5,90: R$ 4,45

 

2,90

Rurouni Kenshin (1 ao 3, 6 ao 7, 10, 18, 24, 25, 27,28,29,33,34)

Sakura Card Captors (1 ao 10, 18 ao 20, 24)

Vídeo Girl Ai (9 e 10)

 

3,90

Inuyasha (1 ao 6) – 15,75 (2,62 por volume)

Rurouni Kenshin (36)

YuYuHakusho (1 ao 8, 10 ao 14)

 

4,90

YuYuHakusho (15 e 16)

Chobits Completo (1 ao 16) – 55,58 (3,47 por volume)

Evangelion (1 ao 9) – 28,35 (3,15 por volume)

Cowboy Bebop (Volume 1)

 

5,90

Utena (1 ao 9) – 37,20 (4,14 por volume)

El hazard (Volume 1)

XXX Holic (1 ao 6) – 24,80 (4,14 por volume)

 

 

FORMA DE PAGAMENTO
Pelo PagSeguro – são adicionados R$ 1,50 por volume no caso dos cujo o valor inicial é 9,80 e R$ 0,80 nos mais baratos, para cobrir as taxas de administração do site 😦

 

Depósito Bancário – Entrar em contato para pedir dados!

 

 

Os Mangas só serão enviados após a confirmação do depósito. O Frete Incluso é para envio como PAC. Caso queira outra forma (SEDEX), será cobrada a diferença.

4 Comentários

Arquivado em eu

Músicas de Vinte e Um Dois?

Eu deveria estar dormindo (ahahah), mas estou aqui fazendo outro post sobre a playlist dessa coisa. Estou num ponto crucial em que tenho certeza absoluta que cada frase que eu faço é lixo, mas estou me obrigando a continuar para terminar pelo menos essa história. Ela realmente precisa de revisão (de verdade, eu estava relendo e tem um parágrafo que tem ele na frente de TODOS OS VERBOS possíveis e impossíveis.)

Enfim, mais duas músicas que escuto frenéticamente enquanto escrevo. A primeira é Listen to your Body, do Black Kids e a segunda  é  Gimme Gimme Gimme do Abba.


Música de sedução -q


Música de cantar gritando no carro.

Deixe um comentário

Arquivado em Besteira, Blog

Certo ou duvidoso?

Não posto coisas de política no NUPE por motivos óbvios. Não é o objetivo nem nada. Nesse, como um blog mais pessoal, eu sinto a liberdade de compartilhar um texto.
Não sei se sabem, mas minha mãe é jornalista. Sempre trabalhou pela causa trabalhista (hahaah), sendo em sindicatos e, mais recentemente, nos Ministérios do Trabalho e da Previdência. Ela acredita na chance que temos de tornar as pessoas mais iguais, de dar as mesmas oportunidades para todos e ensinou isso para nós (eu e minha irmã) desde pequenas. Agora, às vésperas do segundo turno, ela escreve um texto relatando o que ela VIU acontecer (sem incluir o relato emocionante de quando foi para Tauá, uma cidade no interior do Ceará).
Divirtam-se.

 

x-x-x-x-x

Amigos, escrevi este texto que contém basicamente o que penso destas eleições. Acho que todos temos que refletir e fazer a melhor opção no próximo domingo. Eu vou votar na Dilma, por acreditar no seu projeto para o país, em continuidade ao do presidente Lula.  E faço apelo àqueles que,  ainda indecisos,  escolham pensando em todos os brasileiros. Beijos, Fátima
O certo ou o duvidoso?

O ditado popular não troque o certo pelo duvidoso cai bem no processo eleitoral em que vivemos. Se por um lado temos uma candidata afinada com o atual governo, comprometida com a sua continuidade, de outro temos um candidato que nos apresenta promessas e dúvidas acerca da sua realização. No caso do salário mínimo, por exemplo: como acreditar no aumento prometido se durante o governo do qual ele foi ministro do planejamento, o salário foi sempre irrisório?

É certo, e a realidade é nossa fiadora, que o Brasil com Lula mudou a vida de milhares de pessoas, quiça de todos os brasileiros. Não vou citar estatísticas, pois são facilmente manipuláveis. Quero falar de gente, que sente, que come, que trabalha e se diverte.

Para ilustrar a minha conversa vou contar uma história: outro dia estava no salão de cabelereiro que freqüento há anos aqui em Brasília e me deparei com um comentário extremamente preconceituoso. Partiu de uma pessoa que vive como eu, ou seja, tem bom salário, mora bem e nasceu com todas as oportunidades inerentes à classe média. Ela, do alto da sua “sabedoria” criticou o volume de carros que pertuba o trânsito na cidade reputando a culpa a “essas pessoas que fazem um parcelamento de 60 meses para comprar um Fiat”. Estava indignada com essa ousadia a lhe atrapalhar a vida.

Não pude ficar calada e questionei porque eu posso (falei de mim para não ofendê-la) ter 3 carros na minha casa, um para cada motorista existente, e um trabalhador não teria o direito a ter pelo menos um. Ela não se deu por vencida e saiu com essa: “de que adianta ter carro e não poder pagar o IPVA?”. Desta vez a Paula, minha manicure, revidou: “nunca deixei de pagar o IPVA do meu carro”.

O constrangimento foi geral porque a eleitora do Serra – ela confessou seu voto – achava que só quem estava escutando as suas queixas, de burguesa aborrecida com a ascensão da pobreza, eram as clientes do salão – pessoas do “seu nível”, ignorou que parte “dessas pessoas” como qualificou, estava ali mesmo trabalhando.  Confesso que até para mim foi uma feliz surpresa saber que a minha manicure possuía um carro. Isso seria impensável há poucos anos.

Mas se para mim foi surpresa, para ela foi um choque terrível saber que aquela mulher que dá massagem nos seus pés toda semana pode disputar com ela uma vaga no estacionamento do shopping?  Foi demais para uma médica que freqüenta os melhores lugares da cidade, que se considera culta, inteligente e linda. .

Estou contando isso porque não me saiu da cabeça que, infelizmente, esse perfil de pessoa ronda por aí, em todos os cantos a destilar o seu ódio pequeno e burro. Pensem: quanto mais gente conseguir romper o ciclo de miséria que se impõe por gerações melhor para todos. São  mais de 28 milhões de pessoas que saíram dessa fatídica linha da pobreza. Ainda te conto mais: a Cleide que trabalha na minha casa foi conhecer o neto recém-nascido em São Paulo, num rápido fim de semana, de avião. Adorou e se achou linda também.

A campanha serrista agora, e só agora no 2º turno, assevera que tudo começou com FHC. Em termos de economia (a um custo altíssimo e a custa das riquezas do país) pode até ser uma meia verdade. Mas o olhar social, que permite o acesso ao emprego, a comida, a transporte próprio, a instrução, a moradia e ao lazer veio com o governo Lula e será assumido pelo governo de Dilma Roussef. É preciso reconhecer que isso é bom para toda a sociedade, ter pessoas mais felizes e acabar com esse ranço de classe média ofendida e exclusivista.

Pensemos em todos, com egoísmos a parte. Muitas pessoas já sabem que não vão trocar o certo pelo duvidoso.  Eu também! E você???

Fátima Gomes – jornalista

Deixe um comentário

Arquivado em Épico, Juízo

O projeto literário sem título.

A Nath (@thetrash) tem o blog mais legal de todo o universo (nem se o Douglas Adams fosse vivo e tivesse um blog teria um blog tão legal quanto o dela e, olha, é o Douglas Adams.) e decidiu, por algum motivo que não precisa fazer sentido, fazer um projeto literário chamado…

PROJETO LITERÁRIO SEM TÍTULO.

O que, só pelo nome, demonstra a genialidade dela. Ele consiste dar um tema por mês, esperar que as pessoas escrevam CONTOS baseados nesses temas e, no final do prazo, compilá-los todos num arquivo pdf e disponibilizá-los para download como um ebook.

Sim. Vamos produzir um ebook por mês, temático! Olha que lindo?
E, esse mês o tema é… ~SOBRENATURAL~ porque estamos em outubro. Eu estou avisando em cima da hora mas se quiserem participar, tem até o dia 31/10 para enviar os contos seguindo as especificações.

Eu já escrevi o meu conto e enviei. Ele é baseado na música CAT PEOPLE do David Bowie e não deveria ser difícil descobrir a história dele, porque está toda na letra. Claro que as lacunas foram preenchidas por mim.
Além do meu conto, já tem um da Kari que é baseado em Life in Technicolor do Coldplay (não, não é obrigatório ser baseado em música, mas o que nós podemos fazer quanto a isso?) e é lindo, lindo, lindo, lindo.
Várias outras pessoas estão escrevendo/já mandaram também e… bem, que tal você participar? Nem que seja para ler e xingar e dizer “vocês são emos, vão estudar que é melhor para todo mundo’~

Se achar que não dá para esse mês, mês que vem tem mais… e o tema será melhor ainda!

Deixe um comentário

Arquivado em Random

Capa de 21.

(Clique aqui para aumentar)

Temos uma capa (preliminar) feita pela Angel Sakuraaa \o/

O trecho ali em cima é o seguinte:

– Fora o fato de NINGUÉM se lembrar de mim direito fora daqui? Fora o fato de eu só ter uma amiga e nunca ter tido nenhum namorado em vinte e um anos? Fora o fato de nem minha mãe se lembrar direito de mim? – eu cruzei os braços, falando com desdém.
– Isso tudo faz parte de quem você é. De quem eu sou. – ele estudou meu rosto mais uma vez.
– O quê? Eu puxei o fato de ser completamente sem graça de você?
– Não, isso vai passar. Agora que você fez vinte e um anos, todo mundo vai se lembrar de você. E é esse o seu maior problema.

Lembrando que esse trecho é a versão SEM REVISÃO, logo pode ter erros, coisas que vão mudar, etc e tal.

Deixe um comentário

Arquivado em Blog, Novidades

Músicas de Vinte e Um?

Ok, eu não tenho mais o que fazer da vida. Eu deveria estar estudando (deve ser a frase que eu MAIS falo no universo, hahaha!!!) mas estou aqui, sem fazer nada.
Buscando algo para fazer a sessão do blog Let’s Dance sobre música francesa, lembrei que Au Port, da Camille, me ajudou muito numa das passagens que eu escrevi porque… bem, a letra tem muito a ver com a Nara (é a personagem principal, digam oi para ela!). A outra é Bones, do The Killers . Quatro capítulos inteiros foram escritos ouvindo ela, em loop, eternamente.
Nos dois clipes vocês percebem que temos praia… É, embora eu more em Brasília, a história se passa numa cidade litorânea localizada em algum lugar do nordeste com semelhanças bizarras com a capital da Paraíba, que é meu local de passar férias.
Só dizendo. Elas são mera coincidência (mentirosa!)

Vamos aos clipes!

Au Port – Camille

(A letra em francês pode ser lida aqui, aí embaixo vai só a tradução. Não fui eu que traduzi #preguiçosa)

Ei, menininha! você bebe água e está bêbada
Lá onde você se afoga mesmo que dê pé você afunda
No porto! No porto!

Ei, louquinha! Não nade à braço e sim de crawl
Para a travessia você precisaria de ombros
Dos corpos! Dos corpos!

Mas ele é diferente, ele nasceu no oceano
É um grande capitão, um amante monumental
Você está perdida lá dentro…

Hei, menininha! A gente nunca é dois quando vai embora
Tem sempre um para soltar e outro para definhar
No porto! No porto!
Ei, jarrozinho! Com os seus potes de geléia
Você partirá com um pirulito mas não para a aventura
No Norte! No Norte!
Mas ele é diferente, ele nasceu no Monte Branco
É um grande alpinista, um amante monumental
Você perdeu a pista dele
Ei, freirinha! Se lá adiante você o encontrar
Não traga de volta para o cardeal abrir para você
De novo! De novo!
Ei, larvinha… Eu sou você mesma e eu estou falando com você
Você já é bem grande então levante-se e solte suas muletas
No porto! No porto!
Seu coração de menininha está morto…
Ei, menininha! À sua direita o Arco do Triunfo
Ei, menininha! À sua esquerda há o Deus que ronca
Ei, menininha! Á frente tem as pirâmides
Ei, menininha! Atrás o gênio da Bastilha

Bones – The Killers

(Vou colocar essa só em inglês, a tradução você pode ver aqui.)

Come with me
We took a back road,
we’re gonna look at the stars
We took a back road in my car
Down to the ocean,
it’s only water and sand
And in the ocean, we’ll hold hands

But I don’t really like you
Apologetic and dressed in the best
but on a heartbeat glide
Without an answer, the thunder speaks from the sky

And on the cold, wet dirt I cry
And on the cold, wet dirt I cry

Don’t you wanna come with me?
Don’t you wanna feel my bones on your bones?
It’s only natural

A cinematic vision ensued like the holiest dream
It’s someone’s calling?
An angel whispers my name
but the message relayed is the same:
“Wait till tomorrow, you’ll be fine.”
But it’s gone to the dogs in my mind

I always hear them when the dead
of night comes calling to save me from this fight
But they can never wrong this right

Don’t you wanna come with me?
Don’t you wanna feel my bones on your bones?
It’s only natural.
Don’t you wanna swim with me?
Don’t you wanna feel my skin on your skin?
It’s only natural.

Never had a lover,
never had soul.
Never had a good time,
Never got gold.

Don’t you wanna come with me?
Don’t you wanna feel my bones on your bones?
It’s only natural. Don’t you wanna swim with me?
Don’t you wanna feel my skin on your skin?
It’s only natural. Don’t you wanna come with me?
Don’t you wanna feel my bones on your bones?
It’s only natural. Come and take a swim with me.
Don’t you wanna feel my skin on your skin?
It’s only natural.

Deixe um comentário

Arquivado em Novidades, Quickies

Atualizações…

Deuses dos Céus virou VINTE E UM, ganhou sinopse e tudo o mais.
Talvez ganhe capa em breve!
Como somos chiques, né??

Vocês sabem, eu tenho problemas com terminar histórias. Sempre chegou bem perto do final e… PUF. Eu fiz isso com Sinfonia Agridoce (me desculpem, leitores XD) e com Acidentes Acontecem.
Mas sou uma mulher transformada, encontrei a iluminação.
Não prometo nada, mas tenho um cronograma. Estou me organizando. E, quem sabe, quando eu terminar Vinte e Um (e esse eu VOU terminar. Tenham fé!), volto para Sinfonia Agridoce (que só faltam míseros SETE capítulos para terminar e a história está toda escrita) e vejo o que faço com Acidentes.
E chega de blablablá. A sinopse de Vinte e Um, por enquanto, é a seguinte:

Pais são criaturas inacreditáveis. Eles vão dizer que só fazem o que acham melhor para você, mas a verdade é que só fazem o que é mais cômodo para eles. A verdade não é uma opção saudável – não quando se tem que lidar com toda a carga de emoções relacionadas.

O meu pai escondeu de mim algo durante vinte e um anos, para me proteger. Chega a ser engraçado que ele tenha decidido me contar exatamente quando a minha vida está em perigo.
Chega a ser hilário que ele pague pelo seu erro… com sangue.

;D

2 Comentários

Arquivado em Blog