Invada a reitoria que há dentro de você =D

Olá, amigos da rede Globo! Aqui quem fala é a Bell (quem mais seria?) e  estamos reunidos aqui, hoje, agora, nesse instante para explicar para vocês toda a verdade por trás da invasão da reitoria da UnB. O buraco é bem mais embaixo do que o que a mídia vem divulgando e é necessário uma explicação do funcionamento da Univerisidade de Brasília para que todos entendam direito. E nem o povo do DCE (Diretório Central Estudantil) sabe direito, acredito eu.

Antes de começar a explicação, que é meio longa, queria agradecer aos comentários! Obrigada, pessoas! Responderei eles em seus respectivos blogs^^- Assim é mais gostoso, néé?
Também queria ressaltar que estou mantendo minha promessa: aqui estou eu, uma semana depois do post passado. Acho que vai ser assim, toda sexta-feira tem post meu. Então fiquem de olho! Talvez poste no meio da semana, mas nada muito importante.
Queria também salientar que eu estou lendo o mesmo livro há um mês. Sim, é uma droga, né? XD E que minha prova de Ciências do Ambiente será feita em casa; que eu estou com três mangás encomendados só faltando ir buscar, que eu não tenho dinheiro porque não tenho cartão do banco para tirar ele (abri uma conta nova e o cartão não chegou ainda).
Ah, estou assistindo Goong. Um episódio por dia. Só que o episódio 4 foi gravado só pela metade e meu pc foi formatado @____@ Então vou ter que baixar o ep. 04 novamente, mas isso já está sendo solucionado.

Agora, ao que interessa…

Certo, não sei se vocês sabem, mas a UnB foi fundada como uma Fundação – a Fundação Universidade de Brasília. E dentro dessa fundação que está a universidade. O objetivo do Darcy Ribeiro (fundador da UnB) era dar maior liberdade de gestão para a universidade pública, facilitando sua administração e fazendo com que ela não funcionasse como uma repartição pública qualquer. Altamente inovador e realmente funcionou durante muito tempo. A UnB tem características desde sua fundação que só agora estão sendo adotadas por outras universidades no país. Legal né?
Só que em meados dos anos 80, uma lei qualquer fez com que a Fundação UnB perdesse sua autonomia e fosse gerida igualzinha a uma repartição pública. E uma lei, a 8666, de licitações impossibilita que qualquer obra/compra/contratação de serviço por parte de uma repartição pública que custe mais de uma quantia X (que não sei quanto é, mas é bem pouco) seja feita sem uma licitação. Não sei se sabem como uam licitação funciona, mas é demorado. BEM DEMORADO.
Então, todo o dinheiro que vai diretamente para a FUB é encalhado esperando por licitações. Para resolver esse problema, docentes da UnB arrumaram uma solução: Criar fundações particulares associadas com a UnB para poder receber recursos de pesquisas e realizá-las.
Assim surgem a FINATEC (da Faculdade de Tecnologia), a FUNSAUDE (da Faculdade d eSaúde) e várias outras. O papel delas é receber o investimento de empresas e do governo (como a Nok ia, a Bosch, o Ministério da Saúde) e transformar em pesquisa, em associação com a UnB. Por serem particulares, não precisam realizar licitação, mas por serem vinculadas com uma universidade pública, precisam prestar contas para o Ministério Público e o TCU. Todas essas fundações são sem fins lucrativos e seus diretores não recebem por dirigirem-nas, embora os pesquisadores recebam por seu trabalho.
Até aí tudo bem. Só que do dinheiro que é investido nessas fundações, uma quantia, digamos, 10% é destinado à gastos gerais da UnB com pesquisas, ensino e extensão. Só que  como se o dinheiro entrar na FUB  ele não tem como ser transformado em “bens” rapidamente,  a UnB  faz o pedido para essas fundações, elas compram o que a UnB precisa e  doam para ela. Por exemplo, se a UnB precisa de 100 microscópios, pede para que uma das fundações utilize os 10% destinados à UnB para comprar eles.

Agora, pra que toda essa explicação?
Simples: O apê do Tity foi reformado com essa verba dedicada à pesquisa, ensino e extensão. Não ouve desvio de pesquisa, o dinheiro é destinado NATURALMENTE para a UnB. Agora, é realmente válido reformar um apê e comprar uma lixeirinha de R$999,00 enquanto tem salas de aula que viram lagoas quando chove? Eu sei que precisa de licitação pra isso, mas mesmo assim… um administrador precisa definir suas prioridades. É certo você reformar seu apê enquanto sabe que tem laboratórios de Biologia sem microscópios? É certo usar um dinheiro que serviria para comprar material para a universidade para reformar o apartamento funcional em que você mora?
Como veem, eu não defendo o Tity. Só que as informações estão meio distorcidas por aí.

Mas eu sou veementemente contra a invasão da Reitoria. Porque os alunos que estão ali não representam a maioria, porque aqueles alunos não invadiram a reitoria apenas para afastar o reitor do cargo. Eles querem muito mais do que isso, querem que o Reuni não seja aprovado, querem que as fundações sejam extintas, querem que o dinheiro privado pare de financiar a universidade pública.
Se vocês não sabem, METADE da verba anual da UnB provém do CESPE e de convênios das fundações com outras empresas. METADE. Sabe o que é não ter mais esse dinheiro?
É,  mais ou menos como você imaginou.
Sim, o DCE tem o mérito deles. Eles querem reforma da Casa dos estudantes, revitalização do ICC dentre outras coisas. E a invasão não foi violenta não, foi pacífica. É, foi um cara sem noção que arrombou a porta e ele foi reprimido depois.

Bom, é isso.  Qualquer dúvida, comentem!

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Random

2 Respostas para “Invada a reitoria que há dentro de você =D

  1. Anonymous

    Wooooooo… O sistema da UnB é realmente incrível… °o°
    Tenho visto por esses dias as reportagens sobre esse assunto e nunca falavam sobre como era a distribuição das verbas e tudo mais…
    =p

    Em relação ao meu blog, ele só fica direitinho no internet explorer… Ç.Ç
    Ainda não descobrir um código que o faça funcionar direito no firefox… u.u
    E talvez eu vá para Brasília no final desse ano, visitar meu pai que mora ai!
    \o/

    Beijos Bell-chan!!!
    ;***
    Rai ò.óV

  2. Anonymous

    Yukina aqui o_o/

    Então, sim, eu te achei no blog da Mari. Aliás, eu tb sou Mari 8D
    É que tenho meu blog há tempos e ninguém visitava ele, daí eu fui ficando deprimida pq não queria fecha-lo, aí comecei a procurar por blogs atualizados pra ter ao menos um movimento leve no meu blog ^.^

    Então, eu to morando em Sobradinho 2 agora. O problema é que o prédio fica numa área comercial, e não dentro de um condomínio, daí a NET considera nosso endereço inexistente. =/ “só vale se for condomínio” dizem eles.. Vai entender.

    Sim, então 8D eu me mudei pra Brasília exatamente porque noivei, e meu noivo morava aqui. E eu lá no RS. Aí eu acabei um semestre da facul e vim pra cá, tranferência e talz, e deixei minha família pra vir morar com ele. Aí em julho vamos casar no civil. Muitas mudanças!

    Ai, eu falo demais. E caramba, a história da UnB é realmente mais complicada do que parece o_o espero que de tudo certo e o povo pare de fazer confusão aí.

    Bjus, fui o/

    Mari Yukina
    http://yukina.blogger.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s