Não há nada mais criativo do que a relidade.

O livro que estou lendo agora é 1984, do George Orwell. Estou bem perto do final da parte dois e só mais uma parte e acabo. Eu sei que disse alguns posts atrás que falaria do combo 1984+Muse quando terminasse o livro, mas não consegui me controlar. Vamos lá, do início.


+Mil novecentos de oitenta e quatro.

1984-capa1

O livro foi terminado  em 1948, mas começou a ser escrito dois anos antes. Inicialmente, deveria se passar em 1980, mas com o autor demorou escrevendo mudou para 1982 e no final ficou 1984, que é a inversão dos dois últimos dígitos de 1948, percebam a sutileza.
1984 se passa num futuro (para a época que foi escrita. Hoje em dia é “passado”) em que todos os países se uniram e só existem três Estados no mundo: Oceania, Eurasia e Estasia. O livro se passa na Oceania, em sua capital, Londres. A Oceania é controlada pelo “Partido” e o seu grande líder é o Grande Irmão (Big Brother). Todos os membros do partido são observados por meio de um dispositivo eletrônico chamado Teletela que não pode ser desligado e transmite 24 horas por dia a propaganda do regime. Além disso, as pessoas que cometem o “thoughtcrime” (crimidéia, em português) que é basicamente contrariar o governo em pensamento ou ainda saber demais sobre o funcionamento deste desaparecem. Um belo dia somem e todas as menções à ela desaparecem, todos fingem que ela nunca existiu. O Thoughtcrime é a morte e o eventual destino de todos os membros do partido.
Por outro lado, existem os “proles”, que são o “proletariado”. Diferentemente dos membros do partido, essas pessoas vivem como querem e a maioria é tão pobre que não podem sequer comprar teletelas, então sua vida é muito mais livre. Só que eles são considerados animais pelo partido, os animais de carga que carregam a Oceania e que são burros e incapazes de pensamentos.

Depois de uma pincelada no mundo em que se passa, vamos à história. Winston é um funcionário do Ministério da Verdade, encarregado de reescrever e modificar artigos de jornais antigos com novas informações. Ele começa a se questionar sobre várias coisas e passa da indiferença à revolta. Mais ou menos nessa época, ele conhece Júlia, uma “rebelde da cintura para baixo”, que contraria todas as leis que não gosta. Eles têm uma certa diferença de idade e isso resulta em algumas discussões fascinantes entre os dois.

Bem, leiam. É talvez o melhor livro que eu já li na minha vida. Se quiserem saber mais, aqui na Wikipedia tem mais detalhes sobre a trama e tudo o mais. Ah, o George Orwell também escreveu outro livro ótimo, A Revolução dos Bichos. Vale a pena ler os dois e se lembrar um pouco das aulas de história para fazer as relações. Outra coisa interessante é ver como algumas manipulações que ele descreve acontecem hoje em dia e como o comportamento geral da população é bem parecido com os dos que são “manipulados” pelo governo…

Ah, e lembrem-se sempre do lema do Partido:

Guerra é paz,
Liberdade é escravidão,

Ignorância é força.

+ The RESISTANCE!

00026211É o nome do novo CD do Muse que é baseado em… 1984! Mas não só nisso. De qualquer forma, a tracklist já foi divulgada aqui anteriormente e tem “United States of Eurasia” (Eurasia, oi?), que além de se referir a 1984 também se refere a uma teoria política qualquer (não vou entrar no mérito porque não é minha praia) do Grande Xadrez geopolítico… Além disso, a outra música que saiu, Uprising (o single) tem como letra “Eles não vão nos forçar. Eles vão parar de nos degradar. Eles não irão nos controlar. E nós seremos vitoriosos”.

Ou seja, o que esperar desse cd? Considerando que há um “monstro sinfônico” de 3 partes chamado Exogenesis, algumas músicas com influências diversas e a influência visível de Queen (em United States of Eurasia), eu espero MUITO. Muitas pessoas não gostaram do que ouviram, mas eu sou aberta a inovações e acho que uma banda deve sempre se reinventar, né?

E saiu a preview de 30 segundos de cada música, aqui para vocês, com as letras dos trechos (menos Upriging e United States of Eurasia, que já têm a letra em sites diversos e podem ser escutadas na íntegra por aí. USoE pode ser baixada no site do Muse e Uprising ser ouvida de graça lá também, assim como outros singles deles.)

RESISTANCE: Hide the truth inside,
It could be wrong, could be wrong,
But it should’ve been right,
It could be wrong, could be wrong,
To let our hearts ignite,
It could be wrong, could be wrong,
Are we digging a hole?
It could be wrong, could be wrong,
This is outta control,
It could be wrong, could be wrong,
It could never last,
It could be wrong, could be wrong,
Must erase it fast,
It could be wrong, could be wrong,
But it could’ve been right,
It could be wrong, could be wrong

UNDISCLOSED DESIRES: Please me
Show me how it’s done
Trust me
You are the one
I want to reconcile the violence in your heart
I want to recognise your beauty…

GUIDING LIGHT: You were my guiding light…

UNNATURAL SELECTION: …won’t just fall
Lucky they don’t care at all
And no chance for fate,
It’s unnatural selection,
I want the truth, I want the truth,
I want the truth! I want the truth!

MK ULTRA: How much deception can you take?
How many lies will you create?
How much longer ‘til you break?
Your mind’s about to fall
And they’re breaking through
They’re breaking through

I BELONG TO YOU:When she attacks me like a Leo
When my heart is split like Rio
And I assure you my debts are real
I can’t find the words to say
When I’m confused I travel half the world to say…

EXOGENISIS: OVERTURE: …the edge of all our fears

EXOGENISIS: CROSS POLLINATION: We are counting on you,
It’s up to you,
Spread out close to the stars,
You must rescue us all,
Spread…

EXOGENISIS: REDEMPTION: Let’s start over again,
Why can’t we start it over again?

Retirado da Comunidade Muse Brasil

O album é lançado oficialmente dia 14 de Setembro. O Muse vai tocar Uprising no VMA! ❤

Ah, e quando o Matt fala “Show me how it’s done” em Undisclosed Desires… ai meu deus!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em guia de resenhas., Livros, Música

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s