Blockbusters fedem! – Um tributo e um sacríficio aos filmes indies que só passam no CasaPark.

Você está cansado de filmes cheios de efeitos especiais, orçamentos milionários e mulheres peitudas correndo no meio de explosões?
Você está cansado de comédias românticas que subestimam a sua inteligência, com atores premiados de Hollywood fazendo papéis que até a sua priminha de cinco anos conseguiria fazer melhor?
Cansado de adaptações toscas com roteiros mal-elaborados e que inexplicavelmente ocupam 90% das salas de exibição de todo país?
Pois EU estou!
Eis aqui um post sobre filmes atuais sem encheção de linguiça e com orçamento baixo, vulgarmente conhecidos como filmes indie.

É tão loser que nem passou no cinema!


1) Juno

Duvido que tenha alguém aqui que não conheça a história da menina grávida, mas mesmo assim coloquei na lista por ser tão legal e sagaz! E também porque se não tivesse sido indicado ao Oscar, nunca teria passado no Brasil.
A trilha sonora é foda, a Juno é hilária e o Paulie é uma graça. Num ano marcado por super-produções recheadas de efeitos especiais, Juno foi um destaque justamente por ser tão simples e esperto.

2) Rebobine, Por Favor
Eu achava que o Jack Black só sabia fazer coisas imbecis. Quer dizer, nenhum problema com coisas imbecis, Tenacious D – The Pick Of The Destiny está na minha lista de 10+.
Só que aí eu vi Be Kind, Rewind. É a história de uma locadora de vídeos decadente, que tem todos as fitas desmagnetizadas após um incidente envolvendo o Jack Black. Aí para reparar o erro, eles começam a fazer versões caseiras dos filmes, tipo Rei Leão e Ghostbusters. As versões fazem muito sucesso e ameaçam fechar a locadora por infração de copyright. Falando assim parece muito idiota, mas o jeito que o filme anda é muito bom. É o tipo de filme sincero que anda em falta hoje em dia.

3) (500) Dias Com Ela

É o primeiro longa do Marc Webb, aquele tio legal que dirige vídeo clipes e dirigiu Teenagers do My Chemical Romance. Não que eu goste de My Chemical Romance.
Voltando ao assunto, (500) Dias Com Ela não é uma história de amor, é uma história sobre amor. É um cara que se apaixona por uma mulher, mas ela não se apaixona por ele. Ele é todo fofo, e ela é direta, egoísta, mal-comida, piranha, cínica e maldita. Enfim, odeio ela.
Teve gente que achou chato porque o Tom e a Summer não ficaram juntos no final, mas essa é a graça. O andamento não é linear, mostrando vários acontecimentos nos 500 dias que os dois se relacionaram.
Sem falar na trilha sonora, que é muito, muito boa. Smiths comanda!
4) Whip It!

Mais um com a Ellen Page. Vocês já leram Derby Girl, né? Ok, se não leram, é a história de uma menina, a Bliss, de uma cidadezinha chamada Bodeen. Bodeen só aparece no mapa por causa da fábrica de sorvetes Bluebonnet, e todo ano eles escolhem uma garota para estampar o outdoor da marca. O sonho da mãe da Bliss é que ela seja a garota-propaganda dos sorvetes, que nem ela foi um dia.
Só que Bliss não quer saber de nada disso. Ela gosta mesmo é de indie rock,e mais tarde descobre o Roller Derby, um esporte de pancadaria sobre patins. E além do novo jogo, ela conhece um cara lindo, o Oliver.
É um daqueles filmes sobre passagem, com umas cenas super divertidas de meninas se batendo.E é dirigido pela Drew Barrymore! Precisa de mais?
5) Atividade Paranormal
Alguém aqui tem medo de efeitos especiais e de clichês? Só sei que eu não tenho. Atividade Paranormal não é um daqueles filmes retardados que só fazem rir, realmente dá um medinho.
Dá medo porque é imprevisível, porque é quase caseiro e os atores são muito naturais. Muita gente não dormiu a noite, só pensando nas melhores (ou piores) cenas.
Tem crítico que odiou, dizendo que é tudo um grande truque, uma jogada de marketing, e blá, blá blá.
Aí eu digo: E daí?
Dá medo, isso que importa.<

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Filme

6 Respostas para “Blockbusters fedem! – Um tributo e um sacríficio aos filmes indies que só passam no CasaPark.

  1. TháVieira

    Putz… se eu falar que assisti Napoleão esse fds… vc acredita?!?! ahahahhaE tipo…. é um filme mais pra fazer a gente pensar…. e não pra ser engraçado. Ninguém mais gostou! Só eu e uma prima!!! mas… foi legal!!!E os outros…. eu ainda preciso assistir, só Juno que ja vi. Mas quero ver o resto… muitão!!Beijinhos!!! Amo o Blog!! Continue assim!

  2. ♥ Carol

    já ví os 5 e reforço a indicação, são realmente ótimos!parabéns pelo post

  3. Lily

    Já ouvi falar de todos, não vi nenhum! Preciso me atualizar no quesito filmes. Nenhum problema com as comédias românticas e adaptações toscas, mas tem hora que cansa mesmo! =O

  4. Les Curieux

    Oi!Eu adoro filme bobo, sem as peripercias de Hoolywood.Os euro movies tambem sao otimos!BeijosHá!vc nao quer fazer umas resenhas dos ultimos da CH que vc leu?PRa dar um refresh lá no blog?Beijos qualquer coisa e-mail me

  5. Anonymous

    Eu não sei tu ta defendendo o o Napoleon Dynamite mas a maneira como descreveu " É tão loser que nem passou no cinema!" Tenta ter um pouco de respeito por esse tipo de filme cara, não é qualquer coisinha não, chamar de LOSER, porque não passou no cinema… pelo amor de Deus comentário preconceituoso e besta, Se é por isso o Estranho mundo de Jack é loser também, entre tantos outros…

  6. Luan

    quero ver todos esses, até juno q nao me canso de assistir!
    e valeu por falar o final de (500) dias com ela!! obrigadão!! kkkkkkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s