Arquivo da categoria: Música

5 luxos e um lixo – Covers inusitados!

Sabe aquela música super conhecida? Tipo Bad Romance. Hunm, imagina então ela numa versão Bossa nova e…
É por aí que caminha esse 5 luxos e um lixo. Algumas vezes isso funciona, outras não. Vamos dar uma olhada em alguns exemplos?

LUXOS!

1) Wonderwall – The Mike Flowers Pops (Originalmente do Oasis)

Essa versão 50’s de Wonderwall é, em muitos aspectos, mais divertida que a original.

2) I will Survive – Cake (originalmente da Glória Gaynor)

Manteve toda a revolta da música original, só que de uma forma mais contida e, ouso dizer, mais nerd.

3) Wicked Game-  Him (Originalmente por Chris Isaak)

Pura sedução em ritmo mais acelerado. A original é tão entediante que você cansa na metade, se não estiver apaixonado ou vendo o filme pornô que é o clipe.

4) Comfortably Numb pelo Scissor Sisters (Originalmente do Pink Floyd)

Adoro como ficou… gay. Qualquer coisa na mão do Scissor Sisters fica bom e extremamente… gay. Amo! PURO LOOOSHO!

5) Superstar pelo Sonic Youth (Originalmente do The Carpenters!)

Sempre achei que era do Sonic Youth, então imagine minha surpresa quando descobri que era um COVER! A versão do Sonic é muito melhor e muito mais melancólica que a original. A original tem seu tom de melancolia, mas ficou muito melhor “modernizada”.

LIXO!


Love is not a competition but I’m winning pelo Paramore (Originalmente pelo Kaiser Chiefs)

1) Eles deixaram a música toda alegrinha, ou seja, tiraram o propósito dela. Você pode até manter uma batida mais forte, mas sem descaracterizar a música.
2) A voz da mulher ruiva é um SACO.

3 Comentários

Arquivado em 5 luxos e 1 lixo, Música

Caras tão fofos que dá vontade de morder e levar para casa :3


Sabe aqueles caras fofos? Tão lindos que dá vontade de apertar e apertar, até os olhinhos explodirem? Pois é, esse post é EXATAMENTE sobre esse tipo de homem. Não que eu seja uma daquelas fãs psicóticas que arquitetam planos para sequestrar seus atores preferidos e ir até Las Vegas para se casar contra a vontade deles. Não o tempo todo.

Mas que eles são fofos, são. Dá vontade de levar pra casa, igualzinho aquelas miniaturas pintadas a mão de princesas, dragões, cowboys, reis, da ToolBox. (que são caras feito o inferno, devo acrescentar)
De um jeito ou de outro, aqui vai uma lista dos meus preferidos. <3~

– Andrew VanWyngarden – Aquele tio do MGMT

Ele não parece uma bonequinha? Nosso pequeno love monkey é super talentoso, tanto que é o guitarrista e compositor do ótimo MGMT.
Esse hipster lindo bate recordes na escala de fofura!

– Logan Lerman – Ator e semi-deus nas horas vagas.


Sabemos que ele fez aquele nerdzinho de Gamer e aquele tio de Efeito Borboleta quando criança, mas papel que parece que vai decidir a carreira do Logan é o Percy.
Ah, e ele se chama Logan por causa do Wolverine, de verdade. Filho de nerd é uma beleza.

– Jared Padalecki – O cara que adora fingir que está possuído


O que podemos falar desse texano que é tão alto quanto o Alex Skarsgard? (Talvez mais alto, até)
Bom, ele gosta de zumbis, adora as cenas que o Sam está possuído/tendo ataques, nasceu em Dallas, tem a bunda mais linda de toda a Índia, tem problemas com gases, namora a Genevieve tão-feia-que-nem-devia-ter-sobrenome e tem vergonha de fazer cenas pelado.

Mas a coisa que eu mais amo são seus PUPPY EYEEEES! :3

– Cory Monteith – Canadense e lindo. :3


O Finn, de Glee, além de ter nome de adoçante, é um dos caras mais fofos da T.V.
É uma verdade universalmente conhecida que caras altos e desengonçados são os mais mordíveis de todos.

E antes de participar de Glee, nosso Cory foi até taxista!

6 Comentários

Arquivado em Atores, Caras Lindos, Música

Freaking Epic: Muse + NIc Cester do Jet fazem cover de Back in Black, do AC/DC!

Matt, Dom, Chris, Morgan e Nic fazem a coisa mais épica desse ano (por enquanto) na Australia, em homenagem, é claro, ao AC/DC (que é australiano, incultos).
Olhem como o Matt tá se divertindo! Os saltos que ele dá! Se ele fosse só guitarrista e não vocalista também, aposto que a marca registrada dele seria dar saltos e girar enquanto toca (tudo bem que já é uma das…).

1 comentário

Arquivado em Épico, Música, Muse

(If you’re wondering if I want you to)

I want you to!

 

Clipe fofo, música fofa! Adoro Weezer ;D
Olha a letra:

The moon was shining on the lake at night
The slayer T-shirt fit the scene just right
Your smeared mascara
I looked into your eyes and saw a light

You told me stories about your chickadees
They didn’t like BB guns or stupid archery
And Shaun the lifeguard
He let them use the pool all day for free

Then the conversation stopped
And I looked down at my feet
I was next to you and you were right there next to me
Then I said :

Girl, if you’re wondering if I want you to (I want you to)
I want you to
So make them move (make them move)
cause I ain’t got all night

The rest of the summer was the best we’ve ever had
We watched titanic and it didn’t make us sad
I took you to (flash back?)
You took me home to meet your mom and dad

Your mom cooked meat loaf, even though I don?t eat meat
I dug you so much, I took some for the team
Your dad was silent anekatips.com
His eyes were fixed to what was on TV

And the conversation stopped, and I looked down at the ring
Your folks were next to you
And you were right there next to me
And I said :

Girl, if you’re wondering if I want you to (I want you to)
I want you to (I want you to)
I swear it’s true (swear it’s true)
Without you my heart is blue
Girl, if you’re wondering if I want you to (I want you to)
I want you to (I want you to)
So make the move (make the move)
cause I ain’t got all night

So much pain may come our way
There may come a day when we have nothing left to say

When the conversation stops and we’re facing our defeat
I’ll be next to you and you’ll be right there next to me
Then I’ll say

Girl, if you’re wondering if I want you to (I want you to)
I want you to (I want you to)
I swear it’s true (swear it’s true)
Without you my heart is blue ooooooh
Girl, if you’re wondering if I want you to (I want you to)
I want you to (I want you to)
So make the move (make the move)
Cause I ain’t got all night

1 comentário

Arquivado em Música

Não há nada mais criativo do que a relidade.

O livro que estou lendo agora é 1984, do George Orwell. Estou bem perto do final da parte dois e só mais uma parte e acabo. Eu sei que disse alguns posts atrás que falaria do combo 1984+Muse quando terminasse o livro, mas não consegui me controlar. Vamos lá, do início.


+Mil novecentos de oitenta e quatro.

1984-capa1

O livro foi terminado  em 1948, mas começou a ser escrito dois anos antes. Inicialmente, deveria se passar em 1980, mas com o autor demorou escrevendo mudou para 1982 e no final ficou 1984, que é a inversão dos dois últimos dígitos de 1948, percebam a sutileza.
1984 se passa num futuro (para a época que foi escrita. Hoje em dia é “passado”) em que todos os países se uniram e só existem três Estados no mundo: Oceania, Eurasia e Estasia. O livro se passa na Oceania, em sua capital, Londres. A Oceania é controlada pelo “Partido” e o seu grande líder é o Grande Irmão (Big Brother). Todos os membros do partido são observados por meio de um dispositivo eletrônico chamado Teletela que não pode ser desligado e transmite 24 horas por dia a propaganda do regime. Além disso, as pessoas que cometem o “thoughtcrime” (crimidéia, em português) que é basicamente contrariar o governo em pensamento ou ainda saber demais sobre o funcionamento deste desaparecem. Um belo dia somem e todas as menções à ela desaparecem, todos fingem que ela nunca existiu. O Thoughtcrime é a morte e o eventual destino de todos os membros do partido.
Por outro lado, existem os “proles”, que são o “proletariado”. Diferentemente dos membros do partido, essas pessoas vivem como querem e a maioria é tão pobre que não podem sequer comprar teletelas, então sua vida é muito mais livre. Só que eles são considerados animais pelo partido, os animais de carga que carregam a Oceania e que são burros e incapazes de pensamentos.

Depois de uma pincelada no mundo em que se passa, vamos à história. Winston é um funcionário do Ministério da Verdade, encarregado de reescrever e modificar artigos de jornais antigos com novas informações. Ele começa a se questionar sobre várias coisas e passa da indiferença à revolta. Mais ou menos nessa época, ele conhece Júlia, uma “rebelde da cintura para baixo”, que contraria todas as leis que não gosta. Eles têm uma certa diferença de idade e isso resulta em algumas discussões fascinantes entre os dois.

Bem, leiam. É talvez o melhor livro que eu já li na minha vida. Se quiserem saber mais, aqui na Wikipedia tem mais detalhes sobre a trama e tudo o mais. Ah, o George Orwell também escreveu outro livro ótimo, A Revolução dos Bichos. Vale a pena ler os dois e se lembrar um pouco das aulas de história para fazer as relações. Outra coisa interessante é ver como algumas manipulações que ele descreve acontecem hoje em dia e como o comportamento geral da população é bem parecido com os dos que são “manipulados” pelo governo…

Ah, e lembrem-se sempre do lema do Partido:

Guerra é paz,
Liberdade é escravidão,

Ignorância é força.

+ The RESISTANCE!

00026211É o nome do novo CD do Muse que é baseado em… 1984! Mas não só nisso. De qualquer forma, a tracklist já foi divulgada aqui anteriormente e tem “United States of Eurasia” (Eurasia, oi?), que além de se referir a 1984 também se refere a uma teoria política qualquer (não vou entrar no mérito porque não é minha praia) do Grande Xadrez geopolítico… Além disso, a outra música que saiu, Uprising (o single) tem como letra “Eles não vão nos forçar. Eles vão parar de nos degradar. Eles não irão nos controlar. E nós seremos vitoriosos”.

Ou seja, o que esperar desse cd? Considerando que há um “monstro sinfônico” de 3 partes chamado Exogenesis, algumas músicas com influências diversas e a influência visível de Queen (em United States of Eurasia), eu espero MUITO. Muitas pessoas não gostaram do que ouviram, mas eu sou aberta a inovações e acho que uma banda deve sempre se reinventar, né?

E saiu a preview de 30 segundos de cada música, aqui para vocês, com as letras dos trechos (menos Upriging e United States of Eurasia, que já têm a letra em sites diversos e podem ser escutadas na íntegra por aí. USoE pode ser baixada no site do Muse e Uprising ser ouvida de graça lá também, assim como outros singles deles.)

RESISTANCE: Hide the truth inside,
It could be wrong, could be wrong,
But it should’ve been right,
It could be wrong, could be wrong,
To let our hearts ignite,
It could be wrong, could be wrong,
Are we digging a hole?
It could be wrong, could be wrong,
This is outta control,
It could be wrong, could be wrong,
It could never last,
It could be wrong, could be wrong,
Must erase it fast,
It could be wrong, could be wrong,
But it could’ve been right,
It could be wrong, could be wrong

UNDISCLOSED DESIRES: Please me
Show me how it’s done
Trust me
You are the one
I want to reconcile the violence in your heart
I want to recognise your beauty…

GUIDING LIGHT: You were my guiding light…

UNNATURAL SELECTION: …won’t just fall
Lucky they don’t care at all
And no chance for fate,
It’s unnatural selection,
I want the truth, I want the truth,
I want the truth! I want the truth!

MK ULTRA: How much deception can you take?
How many lies will you create?
How much longer ‘til you break?
Your mind’s about to fall
And they’re breaking through
They’re breaking through

I BELONG TO YOU:When she attacks me like a Leo
When my heart is split like Rio
And I assure you my debts are real
I can’t find the words to say
When I’m confused I travel half the world to say…

EXOGENISIS: OVERTURE: …the edge of all our fears

EXOGENISIS: CROSS POLLINATION: We are counting on you,
It’s up to you,
Spread out close to the stars,
You must rescue us all,
Spread…

EXOGENISIS: REDEMPTION: Let’s start over again,
Why can’t we start it over again?

Retirado da Comunidade Muse Brasil

O album é lançado oficialmente dia 14 de Setembro. O Muse vai tocar Uprising no VMA! ❤

Ah, e quando o Matt fala “Show me how it’s done” em Undisclosed Desires… ai meu deus!

Deixe um comentário

Arquivado em guia de resenhas., Livros, Música

J-Music!

Como ainda estou estudando freneticamentepara as provas de amanha e de sexta, estou meio sem tempo para escrever. Mas estou juntando clipes de cantores e bandas japonesas para o Kodama, que é esse fim de semana. Eu vou ter uma sala lá ;D
Enfim, resolvi compartilhar os clipes mais legais que eu consegui lembrar em 5 minutos!!

Aqui  estão… Se já conhece, se divirta. Se não conhece, experimente!

L’arc en Ciel


Dança fenomenal no finzinho desse!


Uma das melhores músicas do Laruku =O


Ótima essa tb!

Orange Range

(‘have you  ever heard of the Orange Range? (Oranju  renju super star!)/Don’t tell your mama or she’ll think you’re insane!”)


Whoa *o8


Ikenai Taiyou!!!! Nanananana  na na na! Nanananana na na na!
Kat Tun
Kame, você pode ser um frango, mas você é lindo!!!


Love kimi no mirai futatsu ni wakarete… LIPS!


Don’t you ever stop? Wakatteru, don’t stop!

Arashi
Jun! Onno!  Sho! Nino! Aiba!  *o* Fizeram 10 anos esse ano =O


\o\ Lindo, lindo, lindo!


Eles vestidos de colegial!


Eles pequenininhooos *o*  ooww… Arashi, arashi… for dream!!


Nova deles (eu acho)

A mais fofa^-~

1 comentário

Arquivado em Música

As melhores do Queen

Em breve teremos um post gigante de  reviews dos últimos filmes  e livros que eu vi, mas como tá demorando para sair, vamos para uma seleção de músicas do Queen. É, porque depois dos Beatles, queen é a banda inglesa maaais famosa de todas!  Enfim, minhas favoritas aí embaixo.
Fat bottomed Girls:


Bycicle race;


Don’t Stop me now;


Crazy Little Thing Called love;

The show must go on;


Under pressure (live) ;

c’est finit!

3 Comentários

Arquivado em Música